Home SINDICATOS PB Sindicatos fazem reunião e definem estratégias para o ’18 de Março’

Sindicatos fazem reunião e definem estratégias para o ’18 de Março’

5
0
SHARE

Sindicatos, associações e demais entidades representativas fizeram reunião na tarde desta segunda-feira (16), visando traçar as estratégias das atividades do dia 18 de Março, A reunião aconteceu na sededo SINTECT – Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos, localizada à Rua Duque de Caxias, 105, Centro, João Pessoa. No dia 18, deverá acontecer uma Greve Geral em todo o país, DIA NACIONAL DE LUTAS EM DEFESA DO SERVIÇO PUBLICO, DA EDUCAÇÃO, DOS DIREITOS E DO BRASIL.

A reunião foi coordenada por Tonny, Direção do SINTECT Ciro Caleb, Levante da Juventude e Fernando Cunha, Presidente da ADUFPB, e com William, direção SINDIÁGUA-PB, na relatoria. O SINDJUF-PB esteve representado pelos Coordenadores Gerais Marcos Santos e Evilásio Dantas.

Estiveram presentes 31 (trinta e uma) pessoas das mais diversas entidades, foram elas: SINDIÁGUA-PB, SINTECTPB, SINTRICOM, PT, PSOL, PSTU, Levante Popular da Juventude, CTB, CUT-PB, ADUFPB, SINTEP, SINDIFISCO NACIONAL DS PB, Oposição Sindical do Sindicato dos Motoristas – chapa 02, SINDJUF-PB, SINTESPB, CSP CONLUTAS, ARTEC, SINTSERF, SINTEM, MTD, Consulta Popular, SINTTEL, SINDECOM, Sindicato dos Jornalistas) e Portal SindicatosOnlinePB, totalizando 25 (Vinte e cinco) entidades representativas.

VEJA ABAIXO AS PROPOSTAS APRESENTADAS DURANTE A REUNIÃO DESTA SEGUNDA-FEIRA:

Relatoria da 3 ª reunião de coordenação de preparação para o 18 de março

A reunião iniciou com uma rodada de apresentações e quem tivesse informes das suas entidades, já fossem de pronto dizendo pra não perder tempo e assim foi feito. Em seguida, os coordenadores da mesa, contextualizaram o porquê de uma nova reunião de coordenação na noite de hoje, então foi explicado que no dia 13/03 houve reunião das comissões de organização do 18M e que nessa reunião foi pautada a problemática da expansão do Corona Vírus pela companheira Sandra, Direção da ADUFPB, que fez algumas ponderações para a realização do ato no formato decidido no coletivo, haja vista, que havia várias recomendações dos órgãos de saúde que proibia a aglomeração de pessoas. Diante de tais ponderações, as comissões decidiram manter o ato até segunda ordem e que em caso de alastramento da situação, pensaríamos em um segundo plano, até porque tínhamos tempo e durante aquele fim de semana poderíamos mudar as estratégias e desmobilizar a militância. Sendo que, após a reunião das comissões, as entidades nacionais representativas de classe se posicionaram através de notas que todos os atos referentes ao 18M estariam cancelados, mas que se manteriam as greves e paralisações, obviamente, diante de cenário, uma nova reunião de coordenação foi marcada para o dia 16/03, às 17:00h. Diante desse relato, abriu-se as inscrições para elaboração de ações e propostas concretas, como foram várias, ao fim, foi preciso fazer uma compilação do que entraria para o 18M, devido ao tempo, e o que ficaria para mais adiante, então ficou encaminhado para o 18M:

• No que tange ao objeto principal da reunião, o 18M, prevaleceu o bom senso e será cancelado no formato original (passeata do liceu paraibano até o ministério da economia), com ressalvas, atendendo as orientações das nossas entidades representativas nacionais, como tbm, aos órgãos de saúde nacional e internacional.

• Em razão da coletiva de imprensa do Governador da Paraíba em mesmo horário e dia (17/03, às 10:00) do que tava proposto por nós do coletivo 18M, não haverá mais a coletiva de imprensa que pautaria a chamada do 18M, os 2 anos da morte de Marielle e a denúncia do 15M. Foi deliberado por fazer uma nota oficial para divulgar na imprensa e nas mídias sociais.

• Ações de impulsionamento das mídias digitais para se trabalhar a divulgação nas redes sociais.

• Uma nota oficial com vários elementos, ex: PEC 95, desmonte do estado, o porquê de não estarmos promovendo atos de rua, importância do SUS…etc. A nota será produzida por Fernando (ADUFPB), Netovitch (SINDIÁGUA-PB), Lucinha (SINDICATO DOS JORNALISTAS) e Caleb (Levante Popular da Juventude).

• Trabalhar duas frentes de distribuição de materiais: Cartas que serão produzidas com conteúdos políticos nas casas das pessoas – o Sindicato dos Correios e o MTD ficaram responsáveis pela produção e entrega. A passo disso, uma panfletagem da nota oficial em lugares estratégicos.

• Usos de carros de som pelos bairros alertando a população do 18M e denunciando os desmandos do governo;

• Construção de cards/banner com insígnias discutidas no coletivo;

• Entrevistas em rádios (17/03): Rádio Mangabeira: 13:00h – Joel, Caleb e Geraldo Quirino; Rádio Sanhauá: Geraldo Quirino ficou de fazer contato; Rádio comunitária de Cruz das Armas: Marcos Santos ficou de fazer contato tbm; Rádio Tabajara: Alguém ficou de fazer o contato; Lucinha ficou de auxiliar em demais veículos de comunicação;

• Lucinha e Fernando da ADUFPB propuseram fazer a divulgação da nota oficial do 18M através de nota de utilidade pública nas TVs, pq não precisava pagar e era mais fácil desses veículos divulgarem. Nesse tocante, algumas pessoas propuseram também: fazer release, notícias, QG da organização do 18M a disposição da imprensa, FLASH MOB e etc.

• Gravar vídeos das categorias, lançar a #18memluta, confecção de faixas gráficas;

• Alterar o tema para: DIA NACIONAL DE LUTAS EM DEFESA DO SERVIÇO PUBLICO, DA EDUCAÇÃO, DOS DIREITOS E DA DEMOCRACIA.

• Realizar reunião de balanço e avaliação na semana seguinte ao ato do 18M, ainda não sem data (de 23 a 27/03)

As outras ações, aqui não relatadas, serão apresentadas nas próximas reuniões de atividades seguintes.

Após a compilação das propostas e ações pro 18M, e sem mais nada a tratar, foi declarada o fim de reunião.

William Carlos
SINDIÁGUA-PB

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.