Home SINDICATOS PB Coordenador do SINDJUF-PB escreve artigo: “SIM, NÓS PODEMOS! EU SOU CAMINHONEIRO!”

Coordenador do SINDJUF-PB escreve artigo: “SIM, NÓS PODEMOS! EU SOU CAMINHONEIRO!”

168
0

O coordenador geral do SINDJUF-PB Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal na Paraíba, Marcos Santos, escreveu um artigo em alusão aos recentes acontecimentos acontecidos no país. No texto, Marcos conclama as centrais sindicais e toda sociedade civil a reagirem diante do caos que vive hoje o Brasil.

LEIA ABAIXO A ÍNTEGRA DO TEXTO DE MARCOS SANTOS:

“SIM, NÓS PODEMOS!  EU SOU CAMINHONEIRO!

Afinal que país é esse?

Vivenciamos a maior crise política, social e institucional de todos os tempos.  A sociedade enfrentando todo tipo de ataques. A classe trabalhadora assistindo escorrer para o ralo os sagrados direitos conquistados com muita luta. A população atônica com o descalabro dos preços dos combustíveis, desabastecimento nos postos, falta de alimentos na mesa dos consumidores, tudo isso sendo vivenciado  e a sociedade assistindo inerte.

O que está acontecendo com essa brava gente, brasileira?

Tribunais suspendendo audiências, aeroportos fechados, vôos cancelados, desabastecimentos de produtos hortifrutigranjeiros. Universidades cerram as portas. Ônibus circulando com metade da frota.   Estudantes sem aula. Filas quilométricas para abastecimento de veículos e como dizia o imortal Raul Seixas ” A cada conflito mais escombros. Isso tudo acontecendo e eu aqui na praça dando milho aos pombos”

 Onde está nosso censo de responsabilidade com tudo isso que está acontecendo?  Onde se encontra meu povo diante de tantas atrocidades e mesmo assim, se mantendo  silente diante de tantos abusos, ataques e corrupção desenfreada.

O movimento dos caminhoneiros é apenas a ponta de um enorme iceberg  nessa conjunta  social de luta. O aumento diário e crescente do preço dos combustíveis é proporcional a nossa  inércia. Se a sociedade aceita os fatos, os absurdos e os ataques desferidos por um governo ilegítimo e corrupto, o cenário que ai está só tende a piorar.

Nesse momento de desabastecimento de combustíveis para a população e já começando a faltar alguns produtos na mesa do trabalhador, algo precisa ser feito. E a saída está em nossas mãos. O papel do povo nesse momento é fundamental. Só temos uma saída; Ir para as ruas e demonstrar toda nossa insatisfação com a politica perversa desse governo que afaga os empresários,  os banqueiros  e a grande mídia, atacando frontalmente os trabalhadores e  toda sociedade brasileira.

Por isso conclamamos a todos e todas, as centrais sindicais que até agora não se posicionaram diante do caos implantado, os sindicatos de todas as categorias, os órgãos de proteção de defesa do consumidor, as donas de casa, as associações comunitárias, os pequenos e médios empresários, os pequemos e médios empreendedores, os uberistas, os taxistas, a pastoral da terra, as federações, a Igreja, a OAB, a API, a imprensa independente e todos os meios de comunicação para se acostarem e se irmanaram no legitimo movimento dos caminhoneiros.

Pelo fim da tributação(. PIS/COFINS e  CIDE (imposto federal), e ICMS (imposto estadual, varia conforme o estado) , incidentes  sobre os combustíveis.

Contra a carestia e por democracia.

Parafraseando Barack Obama na memorável campanha presidencial “Yes, We can! Ou ainda na grande demonstração de força do povo francês (2015), diante do atentado contra a sede da revista semanária satírica Charlie Hebdo, em Paris, “ Je suis Charlie”, Sim nós podemos,  Eu sou caminhoneiro.  A luta deles é a luta de todos nós. Sim, nós podemos!”

Marcos Santos – Coordenador Geral do SINDJUF/PB

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here