Home SINDICATOS PB Sindicato dos Enfermeiros lança ‘Nota de Repúdio’ contra edital de concurso em...

Sindicato dos Enfermeiros lança ‘Nota de Repúdio’ contra edital de concurso em Pedras de Fogo

558
0

O SINDEP – Sindicato dos Enfermeiros no Estado da Paraíba, emitiu nota de repúdio contra o edital do concurso público para seleção de Enfermeiros(as) no município de Pedras de Fogo, situado na Zona da Mata Sul da Paraíba.

De acordo com o SINDEP, os salários que o certame oferece aos profissionais “aviltam a profissão”, ficando com uma defasagem quando comparado ao salário-base da categoria, e que a baixa remuneração oferecida não tem justificativa.

Na nota, o sindicato “reafirma a sua posição contrária a qualquer proposta salarial que esteja aquém do reconhecimento da profissão”.

LEIA ABAIXO A ÍNTEGRA DA NOTA DE REPÚDIO DO SINDEP CONTRA O EDITAL DO CONCURSO EM PEDRAS DE FOGO:

NOTA DE REPÚDIO Pedras de Fogo – PB

O Sindicato dos Enfermeiros no Estado da Paraíba – SINDEP, com finalidade precípua de representar os profissionais Enfermeiros vem a público formalizar veemente REPÚDIO contra o edital de concurso público que selecionam Enfermeiras (os) para o Município de Pedras de Fogo – PB, que ofertando salários que aviltam a profissão.

O profissional da enfermagem precisa manter um investimento constante em capacitações e aprofundamentos teórico-práticos a fim de atualizar e aperfeiçoar o serviço ofertado, o que se torna inviável mediante os baixos salários oferecidos, que não permitem condições favoráveis para o exercício digno da profissão.

Apesar do piso salarial da (o) Enfermeira (o) ainda se encontrar em fase de análise pelo Governo Federal (PL 459/2015), não se justifica a baixíssima remuneração que está sendo proposta pelo município de Pedras de Fogo, no patamar de R$ 1.000,00 (mil reais) para que a (o) Enfermeira (o) promova o sustento de sua família e se capacite constantemente. Os baixos salários não condizem com a responsabilidade e o compromisso social que nossa profissão tem nos diversos campos, o que precariza a atuação, o serviço e os resultados esperados desta  competência.

Por estas e outras razões, o SINDEP reafirma a sua posição contrária a qualquer proposta salarial que esteja aquém do reconhecimento da profissão e apela para que os gestores da esfera pública revejam a condição salarial e a carga horária oferecidas nos diversos processos seletivos. Para o sindicato profissional, aceitar a desvalorização dos salários é ser condizente com a precarização dos serviços, fato que já é uma realidade no nosso país.

Assim, reafirmamos o nosso compromisso com a dignidade do cuidado ofertado por estes profissionais e defendemos condições mínimas para que a categoria desempenhe sua competência com qualidade e compromisso.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here