Home SINDICATOS PB SINDJUF-PB e ASSEJUF-PB defendem pautas dos servidores da Justiça Federal na Paraíba

SINDJUF-PB e ASSEJUF-PB defendem pautas dos servidores da Justiça Federal na Paraíba

37
0

No último dia 13 de março de 2023, ocorreu uma reunião solicitada pelo SINDJUF-PB e ASSEJUF-PB, entidades representativas dos servidores da Justiça Federal na Paraíba (JFPB), que também contou com a presença de dirigentes da JFPB e TRF5. O evento ocorreu durante visita do presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, Edilson Pereira Nobre Junior, no edifício-sede da JFPB, em João Pessoa, ocasião em que estava presente a Diretora Geral do TRF5, Telma Motta, onde foram debatidas as seguintes pontos:

Auxílio Saúde – o Coordenador Geral do SINDJUF-PB, Marcos Santos, juntamente com o Coordenador de Comunicação, Gildazio Carvalho, relataram a situação em que os servidores se encontram, com a proximidade do prazo final de recebimento do Auxílio Saúde para os servidores, em consequência da implantação do Plano de Saúde de Autogestão do TRF/5ª Região, denominado TRFMED, no próximo mês de junho, o que pode vir a causar sérios prejuízos para os servidores com esta medida.

A Diretora Geral do TRF5, Telma Motta, informou que o plano de Autogestão TRFMED analisa um novo desconto nos valores a partir de mais um cálculo e estudo atuarial. O presidente da ASSEJUF-PB, Rogério Xavier, informou que a associação está em tratativas com o Plano de Saúde Unimed para a elaboração de um modelo de gestão em saúde com faixas de preços mais acessíveis aos servidores.

O SINDJUF-PB e a ASSEJUF-PB irão solicitar, ao Conselho Deliberativo do TRFMED, que o novo plano apresente melhores condições de valores, com atendimento limitado com Policlínicas, além da prorrogação do recebimento do Auxílio Saúde para os servidores, com prazo estendido até o final de 2023.

Quintos – As entidades informaram a insatisfação sobre a questão do desconto nos vencimentos dos servidores relativo aos Quintos, com a absorção do reajuste concedido pelo Governo Federal. O presidente informou que considerou as determinações superiores para os casos que foram alcançados, com tratamento para toda a 5ª Região.

Teletrabalho – As entidades solicitaram ainda que os servidores com comorbidades não sejam considerados no cálculo do percentual de 30% que podem solicitar o teletrabalho nas unidades da Justiça Federal da 5ª Região.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here